Displasia Craniofrontonasal - Síndrome Craniofrontonasal - Síndromes Raras, Definição, Prevalência, Hereditariedade, Fisiopatologia, Causas, Sinais e Sintomas, Diagnóstico, Tratamento, Prevenção - Doenças Raras Cranianas - Cabeça - Doenças Raras que Afetam o Nariz - Nasal - Face - Herança Dominante Ligada ao Cromossoma X

A Displasia Craniofrontonasal, também denominada de Síndrome Craniofrontonasal, é uma condição genética rara. A prevalência é até ao momento desconhecida. Sabe-se que tem uma Herança Dominante Ligada ao Cromossoma X, . A idade de início é a neonatal ou a infância. Os indivíduos com esta patologia têm uma inteligência normal. As mulheres têm, geralmente, uma maior sintomatologia em relação aos homens.

Causas

A Craniofrontonasal Displasia causada por uma mutação no gene EFNB1.

Sinais e Sintomas

  • Hipertelorismo (olhos amplamente espaçados)
  • Ampla ponta do nariz
  • Braquicefalia (cabeça larga)
  • Protuberância frontal (testa proeminente)
  • Assimetria de características faciais e ou olhos cruzados (estrabismo).

Tratamento

Não existe cura para esta doença. O tratamento é apenas sintomático e pode incluir cirurgia para corrigir o formato do crânio ou para ajustar as características faciais associadas a esta condição. Apoio psicológico e social pode beneficiar os seus portadores, de modo a enfrentarem, especialmente, as anomalias faciais caraterísticas desta patologia.

Fontes:







  •  ORDR (Office of Rare Diseases Research)
  • Rare Diseases Europe
  • Partilhe este artigo
    • Share to Facebook
    • Share to Twitter
    • Share to Google+
    • Share to Stumble Upon
    • Share to Evernote
    • Share to Blogger
    • Share to Email
    • Share to Yahoo Messenger
    • More...

    0 comments

     
    RSS ArtigosRSS ComentáriosVoltar ao topo
    © 2012 As Doenças Raras ∙ Template por BlogThietKe