Síndrome dos Vómitos Cíclicos - Síndromes Raras, Definição, Prevalência, Hereditariedade, Fisiopatologia, Causas, Sinais e Sintomas, Diagnóstico, Tratamento, Prevenção - Doenças Raras - Herança Esporádica

A Síndrome do Vómito Cíclico é um distúrbio com episódios recorrentes de náuseas e vómitos severos, intercaladas com períodos livres de sintomas. Os ciclos de náuseas e vómitos severos pode durar horas ou até mesmo dias. Os episódios são normalmente semelhantes aos anteriores, tendem a começar aproximadamente à mesma hora do dia, com a mesma duração e apresentando os mesmos sintomas no mesmo nível de intensidade. Esta síndrome pode surgir em qualquer idade, em crianças e adultos, porém é mais frequente entre os 3 e os 7 anos de idade.

Em adultos, os episódios tendem a ocorrer com menos frequência do que em crianças, mas os episódios duram mais tempo. Em crianças duram geralmente, um ou dois dias, nos adultos podem prolongar-se por uma semana. Os adultos tendem a ter cerca de quatro episódios por ano, enquanto as crianças têm cerca de 12. Os episódios começam normalmente à noite ou logo pela manhã. A dor abdominal parece ser mais pronunciada nos pacientes adultos do que em crianças.

Causas

Embora a causa subjacente desta síndrome não ser conhecida, alguns casos parecem estar ligados à enxaqueca. O tratamento com medicamentos enxaqueca muitas vezes ajuda.

Sinais e Sintomas

  • Vómitos intensos
  • Náuseas
  • Engasgos
  • Palidez
  • Cansaço
  • Sensibilidade à luz
  • Dor de cabeça
  • Febre
  • Tontura
  • Diarreia
  • Dor abdominal.

Diagnóstico

As náuseas e os vómitos são situações muitas vezes comuns. Contudo, deve-se imediatamente procurar um médico se suspeitar-se de:
  • Intoxicação
  • Vomitar por mais de 24 horas
  • Sangue no vómito
  • Dor abdominal intensa
  • Dor de cabeça e pescoço duro
  • Sinais de desidratação (boca seca, micção frequente ou urina escura).

Tratamento

Não existe cura para esta patologia. O tratamento incide sobre o controlo dos principais sintomas na fase aguda e sobre mudanças de estilo de vida, incluindo prevenção de possíveis fatores desencadeantes, quimioterapia para evitar episódios subsequentes e apoio à família.

Devem-se evitar alimentos sólidos pelo menos durante seis horas após o término dos vómitos. De seguida pode ingerir uma dieta normal, mas com moderação. É importante beber pequenas quantidades de líquidos para evitar a desidratação. Os pacientes são também aconselhados a descansar bastante e a dormir, um quarto escuro e silencioso é aconselhado.

Náuseas e vómitos severos podem requerer hospitalização e fluidos intravenosos para prevenir desidratação. Sedativos podem ajudar no caso de náuseas persistentes. O uso de antiácidos é também fortemente recomendado.

Prognóstico

Têm sido feitos muito avanços para o tratamento desta síndrome, contudo não são os suficientes para o seu completo controlo e remissão.

Fontes:
Partilhe este artigo
  • Share to Facebook
  • Share to Twitter
  • Share to Google+
  • Share to Stumble Upon
  • Share to Evernote
  • Share to Blogger
  • Share to Email
  • Share to Yahoo Messenger
  • More...

0 comments

 
RSS ArtigosRSS ComentáriosVoltar ao topo
© 2012 As Doenças Raras ∙ Template por BlogThietKe