Doença de Chagas (Trypanosoma Cruzi)

A Doença de Chagas é uma doença transmitida por insetos. É comum na América do Sul e Central. Estima-se que a sua prevalência seja de 1 a 9/1.000.000 nascimentos. Surge de forma esporádica. O aparecimento ocorre na idade adulta. Existem duas fases da doença, a fase aguda e a fase crónica.

Causas

Esta patologia é causada por um parasita relacionado com o tripanossoma africano, que causa a doença do sono, chamado de Trypanosoma Cruzi. É transmitida pela picada de insetos da estirpe reduvídeo e é um dos principais problemas de saúde da américa do sul. Devido à imigração, a doença também afeta pessoas nos Estados Unidos da América.

Fatores de Risco

  • Coabitar com o vírus
  • Viver na América do Sul ou América Central
  • Pobreza
  • Transfusão de sangue contaminada.

Sinais e Sintomas

A fase aguda pode ser assintomática ou apresentar sintomas muito leves. Os sintomas incluem:
  • Febre
  • Mal-estar geral
  • Edema ocular quando a picada é perto do olho
  • Área avermelhada e inchada no local da picada.

Após a fase aguda, a doença entra em remissão. Outros sintomas podem aparecer durante muitos anos. Quando os sintomas finalmente se desenvolvem, eles podem incluir (fase crónica):
  • Prisão de ventre
  • Problemas digestivos
  • Insuficiência cardíaca
  • Dor abdominal
  • Taquicardia
  • Dificuldades de deglutição
  • Cardiomiopatia
  • Aumento do fígado e do baço
  • Linfonodos
  • Batimentos cardíacos irregulares (arritmias)
  • Batimento cardíaco acelerado (taquicardia).

Complicações da Doença

  • Alargamento do cólon (megacólon)
  • Alargamento do esófago (megaesófago)
  • Dificuldade de deglutição
  • Doença cardíaca
  • Insuficiência cardíaca
  • Subnutrição.

Diagnóstico

O diagnóstico é fornecido através de vários testes:
  • Cultura e esfregaço de sangue e imunoenzimático para procurar sinais de infecção
  • Radiografia de tórax
  • Ecocardiograma
  • Eletrocardiograma.

Tratamento

O tratamento deve ser efetuado tanto na fase aguda como na fase crónica. As crianças nascidas com a infecção também devem ser tratados. Contudo, o aconselhamento médico sobre a melhor opção é a melhor conduta a tomar.

Normalmente são usados dois medicamentos para tratar esta infecção, o benznidazol e o nifurtimox. Ambos os fármacos têm frequentemente efeitos secundários. Os efeitos colaterais podem ser mais nefastos em pessoas mais idosas. Os efeitos secundários podem incluir:
  • Dores de cabeça
  • Tonturas
  • Perda de apetite
  • Perda de peso
  • Neuropatia
  • Problemas de sono
  • Erupções cutâneas.

Prognóstico

Cerca de 30% dos indivíduos infectados não tratados, irão desenvolver a fase crónica da doença ou a sua sintomática. Às vezes demoram mais de 20 anos a desenvolver os carateristicos problemas cardíacos ou digestivos, após a infeção inicial.

As alterações dos ritmos cardíacos, como as arritmias e a taquicardia ventricular, podem causar morte súbita. O desenvolvimento de insuficiência cardíaca provoca a morte, geralmente, ao fim de alguns anos.

Prevenção

A prevenção pode ser feita através do uso de inseticidas e de casas menos propensas a ter grandes populações de insetos. Atuando desta forma consegue-se um controlo da propagação da doença.

Os bancos de sangue da América do Sul e Central têm em conta a possível exposição dos doadores ao parasita. São efetuados testes próprios que identificam se o sangue está contaminado ou não, se for o caso, o mesmo é rejeitado. A maioria dos bancos de sangue nos Estados Unidos iniciou a triagem para a doença de Chagas, em 2007.

Fontes:
Partilhe este artigo
  • Share to Facebook
  • Share to Twitter
  • Share to Google+
  • Share to Stumble Upon
  • Share to Evernote
  • Share to Blogger
  • Share to Email
  • Share to Yahoo Messenger
  • More...

0 comments

 
RSS ArtigosRSS ComentáriosVoltar ao topo
© 2012 As Doenças Raras ∙ Template por BlogThietKe