Queilite Glandular

A Queilite Glandular é uma desordem inflamatória rara do lábio. É principalmente caracterizada por inchaço do lábio com hiperplasia das glândulas salivares e secreção de um muco espesso claro. A prevalência desta doença é ainda desconhecida. O seu surgimento é esporádico. A idade de início é a adulta.

Existe também uma inflamação variável, havendo dilatação e exposição crónica da membrana da mucosa sobre o lábio inferior. Esta situação leva a que o lábio sofra ação do meio ambiente (meio externo) levando a erosão, ulceração, formação de crostas e, por vezes, a infecção.

Ocorre normalmente na parte inferior do lábio, em adultos do sexo masculino, mas também já foi descrita no lábio superior e em adolescentes. Em caucasianos, está associada com uma incidência relativamente elevada de carcinoma de células escamosas do lábio.

Causas

Embora possa haver uma susceptibilidade genética, nenhuma causa definitiva foi ainda estabelecida.

Sinais e Sintomas

  • Edema labial
  • Secreção salivar de muco espesso de cor clara
  • Lábio com sinais inflamatórios, com ou sem pús
  • Dor local e dor crónica
  • Infecção local
  • Prurido local
  • Eversão, fibrose extensa e endurecimento labial
  • Perda de função e incompetência labial.

Tratamento

A abordagem ao tratamento é tipicamente baseada na informação obtida a partir de estudos histopatológicos (análise microscópica do tecido), na identificação das causas prováveis e dos responsáveis pela condição e nas tentativas para aliviar ou erradicar as causas.

Dado o número relativamente reduzido de casos notificados, não há dados suficientes ou de confiança, em relação às abordagens médicas. Portanto, o tratamento geralmente varia em conformidade para cada indivíduo.

O tratamento pode incluir a excisão cirúrgica (vermelhectomia). Para os casos atribuíveis a angioedema (inchaço semelhante a urticária abaixo da pele), um anti-histamínico pode ser benéfico. Antibioterapia está também indicada. Usar proteção solar previne o agravamento causado pelo sol.

Queiloplastia cirúrgica (redução do lábio) pode ser indicada para restaurar a arquitetura lábio normal e sua função. Queiloplastia também é uma medida profilática para reduzir o risco de lesão actínica, uma forma específica da doença. 

Fontes:

Partilhe este artigo
  • Share to Facebook
  • Share to Twitter
  • Share to Google+
  • Share to Stumble Upon
  • Share to Evernote
  • Share to Blogger
  • Share to Email
  • Share to Yahoo Messenger
  • More...

0 comments

 
RSS ArtigosRSS ComentáriosVoltar ao topo
© 2012 As Doenças Raras ∙ Template por BlogThietKe